23/06/2015

O homem mau


É meio complicado pra mim começar a escrever sobre as minhas experiências e, talvez graças a isso eu comece a postagem de forma mais séria. Na realidade, eu ainda não entendo o que de fato aconteceu, foi uma forma extremamente natural e rápida a forma como meus sonhos se dissiparam. Minha frustração maior, foi não ter conseguido encontrar nenhum relato ou texto científico sobre o assunto ( E peço gentilmente que, se souber de alguma coisa, pode nos contatar, agradeço eternamente pela ajuda ♥) e dessa forma não conseguir ter nenhuma explicação coerente para passar pra vocês.

Eu havia buscado informações por algumas pessoas, e de uma forma completamente inocente eu pedia, sempre antes de dormir, alguma proteção para os meus sonhos e minha família, eu via e vejo muitos vultos, sombras e isso me irrita profundamente até hoje. Porém, além de todos os problemas que eu já tinha, havia me metido em um tremendo problema amoroso, meu e de uma outra pessoa próxima a mim: Mas deu tudo errado! 

Eu o bloqueei dos meus sonhos e ferrei todo o resto


Digamos que eu estava sendo perseguida,dentro dos meus sonhos. Não eram sonhos dramáticos, eu não era literalmente perseguida, era mais como um jogo mental, uma pressão psicológica das minhas próprias escolhas: De um lado, tomada por um desejo de um homem que eu não queria e do outro, a vida que eu sempre quis ter.E aquilo se sustentava durante noites, mas foi o fim quando aquilo se estendeu para a realidade: Foi quando eu decidi dar um basta. mas não imaginei que isso acabaria com o resto dos meus sonhos.

Ele parou de me perseguir, mas parece que arrancou algum neurônio do meu cérebro. Desde pequena, sempre tive uma boa criatividade e sempre contava meus sonhos para os meus amigos, como uma narrativa divertida, mas me entristeceu quando isso acabou, pois independente de eu  sonhar com o homem dos meus sonhos ou com um maluco que não sabia se me queria ou não, eu gostava de sonhar, de ver a capacidade do meu subconsciente, me mostrando visões ou coisas aleatórias.

Mas de tudo isso, acredito que eu tenha me sacrificado, por mais que a pessoa a qual eu me sacrifiquei, bloqueando meus sonhos, às vezes, não entenda a forma como eu vejo a vida, acredito que hoje estamos bem melhor sem eles. Estou em um processo de desintoxicação do amor e já me acostumei com meus sonhos, Hoje, o tal elemento perseguidor, está feliz com quem for que ele esteja, eu tenho minhas amizades no lugar onde sempre deveriam estar  e minha lealdade permanece intacta. Por mais bizarro que seja estar em inércia dentro da minha própria cabeça. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo